Vitrine-Curva-de-Rio-11Olá tranqueiras, e no nosso episódio 11 vamos falar, ou tentar falar, sobre coisas obsoletas, ultrapassadas, inúteis e por aí vai. Então pegue seus fones de ouvido ainda com fio, ligue seu ventilador de teto, aposte suas fichas com o cara grande do fliperama e ouça esse episódio antes que tenha que ligar para sua operadora para falar com o eficiente serviço de telemarketing!

Vitrine por Lucas Oliveira

 

Assine nosso FEED

Siga o Curva de Rio nas redes sociais:

Facebook

Twitter

Instagram

contato@curvaderio.com

 

Compre seu mimeografo:

http://lista.mercadolivre.com.br/mimiografo#D[A:mimiografo-]

 

Tranqueiras nesse programa:

Kaique Xavier

Lucas Oliveira

Rafael Almeida

Mateus Mantoan

 

  • Fabrizio Guzzon

    Salve tranqueiras.
    Apesar do assunto já estar obsoleto o programa foi bom.
    E tenho alguns pontos para dizer… para começar flimerama em shopping não conta, flimerada ou é na rua ou na rodoviária.
    Outra coisa obsoleta (ou melhor substituida por uma evolução tecnológica) foram os disquetes….. mas eu vejo que em breve as mídias fisicas serão especificas para algumas funções.
    E vocês falaram do cheque, hoje a função do cheque é somente um quebra galho para onde não aceita cartão… por sinal, acho que o futuro será o uso do cartão, não exatamente o de crédito, mas o cartão que possue um saldo nele próprio, como um traveller card.
    Uma das coisas obsoletas que vocês não comentaram é a transparência e o retroprojetor, do tempo que “slide animado” era quando vc usava a sombra do dedo para indicar alguma coisa.
    E achei muito interessante o nivel de irritabilidade que o Matheus atingiu quando vocês falaram de esportes…. essa história que todos os esportes que envolvem dinheiro serem controlados por alguma mão invisivel é um bom tema para o CdR de Conspirações.
    E para ver a diferença de um esporte combinado e um real, é só comparar a WWE com o UFC…. na verdade este não é um bom exemplo, afinal o Broke Lesnar participa dos dois shows…
    Abç
    Guzzon

  • Pétrus Davi

    Olá pessoal, gostei do episódio e, vocês estão lendo isso mesmo, gostei mais ainda da fuga do tema no final sobre atletas, show do futebol e e-sport, mas vamos em partes. Eu (e não quero que me interpretem como babaca, apenas estou passando informação) estava com um dicionário ao lado no começo do episódio. Algo obsoleto é algo que caiu em desuso, diferentemente de algo ultrapassado que ainda pode estar em uso, como os discos rígidos (ou HD). Como foi mencionado, diferente de são paulo, a maioria dos outros estados demoram um pouco mais para trazer novas tecnologias e o estado do Pará de nenhuma forma é uma exceção, eu ainda encontro HD’s IDE a venda por aqui e ainda vejo PC’s com entrada para disquete, na verdade, ainda cheguei a usar disquete por um tempo (Para alguem que tem 20 anos…), joguei fliperamas, estou pensando em colocar um ventilador de teto no quarto e aqui em casa ainda usamos forma de gelo haha. Sobre profissões sendo substituídas por máquinas, relamente está acontecendo, mas existem coisas como pilotos de aviões e maquinistas são necessárias. Me desculpem o termo, mas nem FODENDO vou voar em algo que possa ser derrubado através de hackers, ainda mais se der o azar de estar no mesmo voo de alguem importante ou coisa assim, já fico assustado até a morte com o fato de a qualquer momento ter alguém que pode roubar informações minha sem ao menos eu saber, voar em um avião sem piloto definitivamente está fora de questão. Sobre o E-sport, os tradicionais e as tendencias humanas de menos exercício…Pode até ser que ver dois robôs se espancando até a destruição total seja divertido, mas nenhum robô vai me dar a emoção de ver uma enterrada no basquete, nenhum vai arremessar tão bem a ponto da bola chegar no teto do ginásio e cair sem nem encostar no aro. E sou obrigado a concordar, o ser humano infelizmente está desenvolvendo coisas para evitar o máximo de esforço, seja ele físico ou psicológico, isso é justo com algumas profissões como sapateiros e datilógrafos? Não, mas é uma realidade que gradualmente vai tomando forma e infelizmente não podemos fazer nada para impedir…Eu poderia falar muitas coisas, mas esse comentário já está bem grande, então fica pra um próximo comentário, abraços pessoal :)

Post Navigation